Destaque

29 Mar 2020

Falecimento da nossa Professora Maria Celeste Ribeiro

A Celeste deixou-nos um exemplo de vida e de força, de amor, de resistência.
Deixou-nos uma dedicação extrema, disponibilidade única, trabalho rigoroso, sentido comunitário, a entrega a uma missão, à família, alunos e amigos.
Guiou-nos sempre, deu-nos alegria e luz.
Herdámos a boa disposição e as palavras de uma mãe, uma amiga, uma colega, uma Senhora Professora.
Não conseguimos homenagear a Celeste na medida da nossa gratidão e pesar.
A Celeste não nos deixou:

“Saíu da vida mas não da nossa vida.
Como poderíamos acreditar que morreu
Quem tão vivo está nos nossos corações.”
Santo Agostinho

Diz-me, Poeta
Rainer Maria Rilke

Diz-me, poeta, o que fazes? — Eu canto.
Porém a morte e todo o desencanto,
como os suportas e aceitas? — Eu canto.
O inominado e o anónimo, no entanto,
como os consegues nomear? — Eu canto.
Que direito te faz, em qualquer canto,
máscara ou veste, ser veraz? — Eu canto.
Como o silêncio dos astros e o espanto
dos raios te conhecem? — Porque eu canto.

Descanse em paz, querida Professora Maria Celeste Ribeiro.